Skip to content

Revisão de Projeto: O Custo como Ponto de Partida!

A revisão de projeto é um dos cinco serviços que integra o conceito Architecture Cost Management® (ACM), criado pela DIMSCALE. Assume, com efeito, um papel relevante na prevenção de derrapagens orçamentais em fase de obra. Trata-se de uma gestão mais assertiva e eficiente do que aquela que é realizada, normalmente, através de uma simples estimativa de custos.

Este serviço deve ser realizado aquando do projeto de execução, quando estiverem reunidas as especialidades envolvidas. Isto é, quando os trabalhos de todos os intervenientes, tais como arquitetos, projetistas, engenheiros e donos de obra, estiverem ultimados.

Neste período, será possível cruzar a informação das peças escritas e desenhadas, bem como levantar e corrigir incongruências. Os eventuais erros que possam surgir no futuro serão absolutamente insignificantes.

Existem dois cenários possíveis: demorar dois a três meses a efetuar a revisão de projeto e 12 meses a concluir uma obra ou optar por não fazer a revisão e realizar uma obra entre 18 a 24 meses. A falta de tempo e a pressão dos prazos levam a que esta análise não seja efetuada de forma sistemática. O grande entrave parece estar nos donos de obra e promotores, que não a incluem como prática obrigatória. Esquecem-se que ao fazê-lo estão a acrescentar qualidade ao projeto.

 

3 Pilares de uma revisão de projeto diferenciadora

Este tipo de revisão visa a redução do risco de derrapagens orçamentais, a correção de incompatibilidades entre especialidades e a eliminação de trabalhos desnecessários. Por isso, é levado a cabo tendo em conta três pilares essenciais, que é preciso salvaguardar:

  1. Conceito do projeto – Consiste na imagem que o arquiteto define e que é inerente à forma como se desenha arquitetura;
  2. Qualidade do projeto – Está relacionada com materiais e espaços;
  3. Custos do projeto – Tem em vista a redução dos custos, mas sem baixar a qualidade.

A imagem e a qualidade do projeto permanecem sempre inalteradas, mesmo que o foco principal seja o custo da obra.

 

Quais os serviços efetuados durante a revisão de projeto?

Na revisão de projeto, é realizado um conjunto de serviços que culmina com a elaboração do orçamento final:

  • Consultoria técnica – Aconselhamento e orientação adequados às necessidades do cliente, nomeadamente no que diz respeito a equipamentos, materiais de construção, etc.
  • Verificação do projeto e identificação de incoerências e falta de informações – Cruzamento de toda a informação entre peças escritas e desenhadas, através, por exemplo, da medição. Neste serviço, o objetivo é detetar erros.
  • Compatibilização entre especialidades – Análise da informação, para perceber se é repetida ou se existem erros entre as diversas especialidades do projeto.
  • Elaboração do orçamento final – Correção do orçamento em função da análise das peças escritas e desenhadas.

A revisão de projeto não deve ser confundida com fiscalização. No máximo, este serviço identifica-se com o trabalho desenvolvido em Project Management, mas assenta, sobretudo, na questão do custo.

 

Boas práticas para uma revisão de projeto de sucesso

A revisão de projeto assume-se cada vez mais como uma tendência para uma obra bem-sucedida. Conheça as práticas a ter em conta na implementação deste serviço, associado ao Architecture Cost Management®:

  • Usar os termos corretos para que a linguagem do projeto e do fornecedor coincidam. Ignorar a terminologia certa pode, às vezes, custar tempo e dinheiro;
  • Ter uma metodologia de trabalho própria e assente no know-how técnico e científico, bem como no conhecimento do mercado nacional e internacional.;
  • Fazer uma revisão de projeto minuciosa. Este critério é transversal a todos os serviços do ACM®.

 

A DIMSCALE utiliza um software que recorre a tecnologia 3D como ferramenta principal na compatibilização de projetos. Trata-se de um sinal de vanguarda e inovação neste setor.

 

VISITAR SITE DA DIMSCALE